6 dicas para economizar energia elétrica em condomínios

Hoje, economizar energia vai muito além de boas práticas dentro do apartamento, e sim, uma solução pensando em melhores custos no coletivo e individual no condomínio.

Como sabemos, um condomínio atualmente tem vários gastos, por exemplo com elevadores, lâmpadas, chuveiros, piscinas, saunas, entre outros recursos que têm gastos diários com a energia elétrica.

Pensando nisso, separamos seis dicas para economizar energia elétrica em condomínios. Confira!

Imagem: Getty Images

1. Instale sensores de presença

Uma forma de economizar energia são com os sensores de presença. Com eles, as luzes permanecerão acesas somente quando realmente estiverem pessoas no ambiente, evitando desperdícios em escadas, corredores, etc.

Também, é importante regularizar o temporizador de forma correta, evitando que moradores acendam as luzes sem necessidade, caso elas desliguem rápido demais.

2. Substituição das lâmpadas por LED

Em meio às altas constantes na conta de luz, substituir as velhas conhecidas lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED é a melhor opção em termos de durabilidade e sustentabilidade.

Além destes, existem outros benefícios de fazer essa troca, tais como:

  • economia de até 80% na conta mensal;
  • durabilidade de até 50 mil horas. As antigas duravam apenas 7 mil, em média;
  • por conta da ausência de gases químicos tóxicos, esquentam menos no calor,
  • a ausência de mercúrio a torna bem mais sustentável.

3. Utilize as luzes naturais

É possível aproveitar a luz natural do dia nas áreas comuns do condomínio, evitando o uso de lâmpadas artificiais sem necessidade. São atitudes simples que fazem toda a diferença, mas nem sempre são seguidas pelos moradores.

Outros bons exemplos de economia envolvem abrir as janelas dos salões de jogos e festas deixando a luz de fora entrar. Além disso, manter a limpeza delas  sempre em dia ajuda a manter a iluminação no decorrer do dia.

4. Procure acionar um elevador por vez

Um dos grandes vilões no consumo de energia dos prédios são os elevadores. Mas, existe uma maneira de mudar essa situação de uma forma bem simples: chamar um por vez quando for usar.

Normalmente, a maioria de nós possui o hábito de acionar os dois, três ou quantos elevadores houver no prédio ao mesmo tempo. Mas, não custa esperar um pouco, não é mesmo?

Paralelo à isso, em horários de menor movimento, como de madrugada, muitos condomínios já estão desligando alguns elevadores, deixando apenas um ou dois em funcionamento.

5. Programas de incentivo aos moradores

Uma das técnicas utilizadas por alguns condomínios é a criação de programas de incentivos e recompensas ao economizar luz, até mesmo em descontos para os blocos que conseguirem esse feito.

Divulgar resultados com frequência é uma ótima escolha a fim de trazer motivações e mostrar a importância da economia de energia.

6. Contribuição de cada condômino

Por fim, vamos falar de uma dica envolvendo o individual, mas que beneficia todo o coletivo. Em outras palavras, aquelas boas práticas que cada condômino precisa ter em nome do custo-benefício, são elas:

  • juntar muitas peças de roupas antes de ligar a máquina de lavar;
  • tomar banhos mais curtos;
  • apagar as luzes ao sair de cada ambiente;
  • evitar lâmpadas acesas durante o dia;
  • escovar os dentes e lavar a louça de torneira fechada,
  • evitar aparelhos ligados na tomada quando não estiverem em uso.

Sabendo dessas dicas, seu condomínio vai economizar energia com muito mais facilidade, contribuindo na diminuição do valor da conta no bolso de cada morador. Continue ligado em nosso blog e acompanhe outras dicas como essa!